Algumas lentes de contato são mais confortáveis que outras? Por quê?

Nikolas Bozzi – Pós Graduado em Optometria Avançada:  CROO 16.1675 | E.mail: nikolasbozzi@gmail.com

27/09/2019

As lentes de contato são uma ideia antiga e surgiram a partir de aspirações do gênio italiano Leonardo da Vinci, no

início do século XVI, porém, somente se consolidaram como uma alternativa viável no ano de 1929, quando o oftalmologista nova-iorquino William Feinbloom desenvolveu uma nova lente por meio de um material criado através

da mistura do vidro e do plástico.

Este foi o início de uma verdadeira revolução que segue em curso e atualmente permite a concepção de materiais incrivelmente flexíveis, eficazes e confortáveis, como é o caso das lentes gelatinosas.

E como é boa a sensação de usar lentes de contato confortáveis e que, além de serem imperceptíveis, nos permitem total liberdade de movimentos até mesmo em atividades esportivas, não é mesmo?

No entanto, surge uma dúvida: existem lentes de contato mais confortáveis que outras?


Bem, hoje em dia, com toda a evolução em termos de tecnologia e materiais empregados, as lentes se tornaram bastante confortáveis de se usar, porém, alguns tipos de lentes podem gerar algum desconforto inicial na fase de adaptação, sendo essa uma percepção mais comum no caso das rígidas.

Porém, na maioria dos casos, o desconforto com uma lente é decorrente da falta de cuidados com sua manutenção, higiene e tempo de uso acima do indicado por seu oftalmologista. Vejamos alguns exemplos de como evitar isso.

Cuidados básicos que precisam ser tomados por todo usuário de lente de contato:

• Lave bem as mãos antes de colocar as lentes e também quando for retirá-las;
• Para a limpeza das lentes, não use soro fisiológico, água ou qualquer outro líquido que não seja a solução especial para lentes de contato recomendada pelo médico;
• Respeite o período de utilização e descarte de sua lente;
• Higienize periodicamente o estojo em que guarda suas lentes;
• Sempre retire as lentes de contato para dormir;
• Não é recomendável entrar em piscinas, rios, lagos, mar ou até mesmo no banho usando lentes, pois a água pode conter microorganismos que deterioram e as contaminam;
• Coloque as lentes antes de aplicar maquiagem e retire-as antes de remover o cosmético.

• O design da lente de contato é importante

A lente de contato deve ter o formato geométrico que melhor corrija os problemas de visão, que muitas vezes tem relação com o formato de seus olhos. Portanto, elas podem ter desenhos esféricos, asféricos e tóricos, dependendo da sua indicação. Cada uma delas possui suas especificidades, mas geralmente as esféricas tem maior aceitação em

termos de conforto, pois têm melhor alinhamento com a córnea.

Gelatinosa ou rígida? Qual a lente de contato mais confortável?

Esta é a pergunta de dez entre dez novos usuários de lentes! Porém, seja qual for o material empregado, tecnologia e formato, antes de mais nada, a melhor lente de contato é aquela que melhora a qualidade de vida do paciente e ponto!


Claro que isso inclui também não causar incômodo e, partindo desse princípio, as lentes gelatinosas costumam ser indicadas para pacientes que estão iniciando a sua experiência com lentes de contato e em período de adaptação. Isso porque elas provocam menos incômodo e são mais baratas. Já as lentes rígidas são maiores e podem ser usadas em situações específicas de correção de problemas de visão, como a refração ou para funções terapêuticas.

Qualidade e confiança são importantes

Entre os diversos modelos de lentes disponíveis no mercado, existem aquelas que se destacam por sua alta qualidade

e pela confiança que sua marca desperta em especialistas e usuários. 


O mais importante antes de qualquer escolha: converse com seu Optometrista e/ou oftalmologista. Este profissional

irá ajudá-lo na escolha da melhor lente e poderá ajudá-lo durante o período de adaptação. 

Jornal Legal © 2019 - Todos os direitos reservados