Comerciantes da Suaçuna criam grupo no WhatsApp para 
se protegerem contra onda de assaltos

Após indicação do Conseg, Polícia Militar realiza ronda a pé na avenida

08/11/2018

Paulo Medina

Um grupo de comerciantes da Avenida Suaçuna, um dos principais polos comerciais do distrito do Ouro Verde, criaram
um grupo de WhatsApp para se protegerem de casos de roubos e furtos. Isso porque, segundo comerciantes consultados pela reportagem, a avenida vive um boom de roubos e furtos a estabelecimentos há tempos.

O comerciante André Fanger explicou que o grupo criado pelos lojistas tem o objetivo de indicar suspeitos e até
se prevenir de invasões e crimes contra os comércios.
“Sempre teve roubo e furto na Avenida Suaçuna e o objetivo do grupo é indicar pessoas suspeitas para os comerciantes ficarem em alerta toda vez que tiver um suspeito circulando pela avenida ou haver algum anormalidade e esse grupo
conta com a união dos comerciantes”, disse.

Também comerciante da avenida, Rangel Tadeu de Amorim, destacou que teve a percepção de que aumentaram
o número de roubos e furtos na avenida.
“Através desse grupo a gente fica inteirado do que acontece na avenida para ficarmos espertos, serve de alerta. Já vi situações de pessoas que roubaram uma loja na avenida e dois, três dias depois, essa mesma pessoa estava andando
pela avenida. Nesses casos, os comerciantes já se avisam para se protegerem, todo mundo fica atento”, afirmou.
Amorim, porém, contou que há comerciantes que não registram boletim de ocorrência quando sofrem roubos ou furtos
em seus estabelecimentos por conta da burocracia.

“Mesmo quando (comerciantes) pegam o ladrão dentro da loja alguns deixam ir embora, o que é errado. Alguns nem chamam a polícia e isso faz com que haja impunidade e as pessoas continuarão roubando porque sabem que não vai
dar em nada”, frisou.

Por outro lado, o presidente do Conseg (Conselho Comunitário de Segurança) do Ouro Verde, Nilton Cézar de Souza, aconselha que os comerciantes registrem boletim de ocorrência e para reduzir a burocracia se reúnam com as autoridades policiais, especialmente com o delegado titular do 9° Distrito Policial, que participa das atividades do conselho de segurança toda primeira terça-feira do mês, às 19h, na Paróquia São Geraldo Magela, localizada na Rua Jetiba, 804, Vila Aeroporto.
“Quando inauguramos o Conseg há um ano e sete meses percorri toda Avenida Suaçuna convidando os comerciantes a participarem das reuniões, pois lá podem falar diretamente com as autoridades policiais e passar suas demandas”, ressaltou.

O presidente do Conseg afirmou que o conselho indicou à Polícia Militar a intensificação do patrulhamento na avenida
a fim de inibir roubos e furtos a estabelecimentos comerciais.

A intensificação do patrulhamento já aconteceu, confirmou o comerciante Rangel Amorim, que constatou a presença
de policiais realizando ronda à pé na avenida. “Seria muito bom manter essa ronda à pé dos policiais porque passa mais sensação de segurança”, concluiu.
  

AV SUACUNA 2.3.jpg

Jornal Legal © 2019 - Todos os direitos reservados