Após denúncias, Praça da Juventude receberá atenção das autoridades

Atuação especial da força policial e série de medidas deverão ocorrer no local

22/01/2019

Depois do Jornal Legal noticiar o cenário alvo da total insatisfação da população do Ouro Verde a respeito de ocorrências

criminosas na recém-inaugurada Praça da Juventude, Pastor Alessandro Monare no DIC 6, o local, que era para ser conhecido

apenas como de lazer, receberá atenção de autoridades da Prefeitura de Campinas e da força policial.


A praça virou palco de abuso de som alto, uso e tráfico de drogas, uso de linha chilena e algazarras diariamente, motivo de

revolta de moradores. Populares classificaram a situação como “insustentável”. Conforme a vizinhança, o consumo de

entorpecentes na praça é escancarado em qualquer hora do dia e da noite.


Após a reportagem, as secretarias de Serviços Públicos e Esportes se uniram e solicitaram o apoio de Luiz Nascimento, que é coordenador da Praça Emil Rached. Luiz hoje atua como um dos coordenadores da Praça da Juventude após o pedido da municipalidade e tem o papel de aproximar e engajar as forças policiais diante dos problemas e necessidades da nova praça.
Ele citou a importância de se fazer cumprir leis municipais que proíbem o uso do cerol e a realização do “pancadão”, que são

os barulhos de carros que abusam do volume do som.


Luiz mencionou algumas medidas a serem tomadas. “A administração da Praça da Juventude está tomando algumas medidas

para melhorar a utilização da praça pelos moradores. Colocando placas de advertência para a orientação dos frequentadores,

como proibido jogar bola e soltar pipas no pátio, proibido soltar pipas na pista de caminhada, solicitação junto à Setec para

inibir vendas de produtos no interior, solicitação junto à Guarda Municipal para fazer patrulhamento na parte interna (pista de caminhada) para inibir práticas de crime. E fazer valer a lei municipal que proíbe o uso do cerol, principalmente nos

estabelecimentos que comercializam a linha do  cerol que está causando  várias vítimas”, destacou Luiz sobre o trabalho a ser desenvolvido.


Além disso, Luiz Nascimento atua na solicitação junto à Polícia Militar para o patrulhamento externo visando coibir a

presença de motos irregulares e os carros com som “altíssimo”. “Porém, a principal ação é a conscientização dos 

frequentadores que a praça é da comunidade e devemos zelar por ela. Todos os frequentadores têm o direito e dever de

denunciar as coisas erradas ligando para o 153 (GM) ou 190 (PM). A sua reclamação ficará registrada e com sigilo”, disse.


A Secretaria de Segurança Pública informou que a Guarda Municipal de Campinas realiza rondas na Praça da Juventude e no

entorno e intensificará o patrulhamento. Além disso, durante o período diurno, entre segunda-feira e sexta-feira, há um

agente da GM de prontidão na praça.


O tenente Matheus, da Polícia Militar, afirmou que a corporação tem feito ações preventivas nas imediações da Praça da

Juventude a fim de coibir crimes e a quebra da ordem. Ele destacou inclusive que a praça foi inserida no “cartão de prioridade”

das viaturas. “Visamos coibir o consumo de drogas, direção perigosa de motocicletas e os pancadões, que há uma quebra da

ordem muito grave quando esses eventos informais acontecem”, disse.

 

Atividades

A praça possui um zelador que todos os dias recolhe vários sacos de lixo. Também há atividades agendadas, como rodas de

capoeira e aulas de zumba.


“Em breve as duas salas disponíveis estarão sendo usadas pelo posto de saúde local para atividades relacionadas à saúde.

A quadra está agendada para o pessoal do basquete às segundas, quartas e sextas-feiras, das  20 às 22h, as terças-feiras

está reservada para o futebol de salão da terceira idade,  das 20h às 22h. Lembro ainda que a praça está liberada para

eventos de igrejas e da comunidade em geral. É só procurar por mim”, comentou Luiz.


A praça conta com pistas de caminhada interna e externa. A população ainda pode usufruir de três quiosques no parque, com

mesas e bancos, para festas. parquinho infantil, academia ao ar livre, quadras de vôlei de areia e poliesportiva, campo de

futebol de areia, campo de futebol gramado com arquibancada e um campo de bocha coberto.


 O novo complexo de lazer está aberto todos os dias, das 5h às 22h,  entre os Dic’s 5 de Março e 6, entre as Ruas Abigail

Zeni Nader, Muripiara e Carlos Cachaça.

Jornal Legal © 2019 - Todos os direitos reservados