Ladrões furtam hidrômetros e caixas de correio no Ouro Verde

Paulo Medina

05/05/2019

Moradores do DIC 6 têm sentido na pele a falta de policiamento nas madrugadas na região. Isso porque bandidos estão furtando registros de água, ou os famosos hidrômetros, das casas. Não só os hidrômetros, ladrões estão levando as caixinhas de correio

das residências, fato que tem irritado a população.


“Aqui na rua tem acontecido alguns furtos, a gente observa que é de madrugada, entraram no vizinho, levaram a bateria do carro dele, levam caixinha de carta, e fomos orientados pela Guarda Municipal a montar um grupo no celular porque aqui na rua tem

pes- soas que chegam tarde em casa, saem muito cedo, e fizemos o grupo para melhor nos comunicar”, contou a moradora que pediu para não ser identificada por questões de segurança.


Segundo ela, as viaturas não circulam pelo DIC 6 entre as 22h e 6h, período mais necessário por causa da ocorrência de crimes.
“Em cerca de três casas furtaram registros e caixinhas de cartas também. Sou uma pessoa que saio 4:50 da manhã para

trabalhar, não tem um carro de polícia nem da GM, meu esposo chega muito tarde, não há policiamento, e a gente observa que

os furtos ocorrem de madrugada, por isso peço policiamento entre as 22h e as 6h”, cobrou.


Em setembro do ano passado, o Jornal Legal noticiou que “a moda” era furtar  grades de bocas de lobo, placas de sinalização

de trânsito e postes de alumínio. A população deve denunciar pes- soas flagradas com objetos e embrulhos suspeitos, através do 153 (Guarda Municipal) ou 190 (Polícia Militar).


Questionado, o capitão Bianchi da Polícia Militar, respondeu ao Jornal Legal.
‘‘Diuturnamente tem sido desencadeadas ações as quais visam coibir delitos dos mais graves aos menores, os quais não são cometidos com violência. As equipes estão constantemente conseguindo êxito na detenção dos marginais autores de roubo,

seja eles a veículos, transeuntes e residências.  Medidas especificas para a diminuição desse delito vão além do patrulhamento preventivo policial, mas sendo também necessário  medidas de prevenção primária. O que é isso? 


Nesses locais de furto de hidrômetro, é preciso levar a informação às pessoas vitimadas para que analisem qual é a "facilidade"

que o marginal tem em cometer esse crime, indo desde a pouca ou ausente iluminação, a ausência de monitoramento, se

existem anteparos que auxiliam a escalada e acesso a esses locais.  


Lembro ainda que o pouco ou inexistente contato com os vizinhos atuam em favor dos marginais, pois temos visto benefícios diversos quando as pessoas se mobilizam, sendo atualmente, mais uma peça chave na prevenção de muitos delitos. A Policia

Militar desenvolve o Programa Vizinhança Solidária, o qual vem sendo implantado em alguns bairros da nossa região, sendo que outros locais estão em analise para implantação também. 


Importante ainda é a população conhecer e fazer parte do CONSEG,      (veja detalhes na página 03) comparecendo as reuniões, conhecendo os problemas comuns da região e também sendo um elo forte nessa luta para as melhorias do nosso distrito’’,

informou Bianchi.

Jornal Legal © 2019 - Todos os direitos reservados