Roda literária estimula alunos

e melhora índices de leitura no Ouro Verde

05/12/2018

Da Redação

A professora da rede estadual, Sonia Santana, da Escola Estadual Deputado Eduardo Barnabé, no DIC 1, tem

incentivado um método que tem trazido resultados positivos para alunos,  quando o assunto é leitura: a roda literária, ocorre uma vez por semana.

“Trabalhamos com o Programa Ler e escrever, nos anos iniciais e uma das orientações didáticas para o desenvolvimento

e a formação de leitores é a leitura deleite, a qual faz parte da nossa rotina diária, como a leitura feita pelos alunos e

a roda literária feita uma vez por semana. Na roda literária os alunos, escolhem o livro, levam para casa, leem com a família e na outra semana fazem comentários sobre o que gostaram ou não, explicando o porquê”, disse.

A professora pontuou que a roda literária tem estimulado os alunos. “Essa atividade estimula os alunos na questão da leitura, pois cada um escolhe o que ler e na hora de comentar, ajuda a se desinibir e aumenta o vocabulário. Tem

livros que os alunos ficam na lista de espera por semanas para levá-lo devido aos comentários de colegas. Há aluno

que gosta de um determinado tipo de livro e todas as vezes que o livro está disponível ele leva. Como professora

acredito que a leitura é a maneira mais antiga  e mais eficiente, até hoje, de adquirir conhecimento. E é preciso

desconstruir aquela ideia de que ler é um hábito chato e monótono”, defendeu.

Sonia destacou que muitas pessoas acreditam que ler revistas, sites, gibis, jornais, livros de romance, entre outras

leituras de entretenimento, é tão eficaz quanto ler um livro técnico. A diferença, explicou, é que ler sobre algo técnico oferece conhecimento sobre aquele determinado assunto, enquanto ler sobre variedades estimula o raciocínio, melhora

o vocabulário e possibilita viagens por lugares fantásticos.

Os depoimentos dos estudantes são diversos. “Eu gosto da roda literária porquê dá pra imaginar embarcar no trem da fantasia, dá para imaginar que estou na história, eu gosto muito porquê dá para se emocionar nas histórias e é legal

escutar as pessoas comentando, é mágico”, contou a aluna Ana Vitória Alves de Jesus, que está no quarto ano.

“A roda literária é muito interessante, pois serve de aprendizado para nós e o mais legal é que podemos levar os livros

para ler em casa. Eu também gosto bastante da leitura do dia, é a hora que a gente interage e se diverte com a leitura”, falou Sarah Pereira, também do quarto ano.

“A roda literária é muito legal, pegamos livros e nos divertimos, mas também incentivamos a vontade de ler e estudar

e também a ter responsabilidade de devolver o livro no dia e perder a vergonha de comentar”, revelou Juan de Almeida,

do quarto ano.

“A professora faz a leitura diária, às vezes de contos de fada e de terror, que são os meus favoritos, gosto muito das

trocas de livros sempre comento”, falou Yane Alves da Silva, do quarto ano.

“Eu gosto muito porque além da gente pode ler, a gente treina nossa leitura e podemos aprender alguma coisa educativa, podemos comentar se gostou ou não gostou”, disse Laura Fial, do quarto ano.

A professora ainda contou que durante esse semestre tem trabalhado com os alunos um projeto com jornal, com a

proposta de conhecer os diversos tipos de textos jornalísticos, a importância do jornal na sociedade e como produto

final do projeto, os alunos farão uma carta de leitor. “Lemos sempre as notícias do Jornal Legal, pois os alunos trazem

para a escola”, disse a respeito da relação que os alunos possuem com o jornal como forma de conhecimento.

Foto: E. E. Deputado Eduardo Barnabé

Jornal Legal © 2019 - Todos os direitos reservados